Mortes por ciclone em Moçambique podem passar de mil, diz presidente

Tragédia

Presidente apresentou estimativa após sobrevoar áreas atingidas

O presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, disse nesta segunda-feira (18) que o número de mortos na passagem do ciclone Idai pode ser superior a mil. Até o momento, o país contabiliza 192 vítimas em função do fenômeno natural, que também atingiu Malauí e Zimbábue.

"Parece que podemos registrar mais de mil mortes", disse o mandatário à estatal Rádio Moçambique, após ter sobrevoado os arredores do porto de Beira e visto os efeitos das inundações. "As águas dos rios Pungue e Buzi transbordaram, fazendo vilarejos inteiros desaparecerem e isolando comunidades. Corpos estão boiando", afirmou Nyusi.

A Cruz Vermelha estima que 90% da cidade de Beira, que tem 500 mil habitantes, foi danificada ou destruída. O ciclone atingiu a costa de Moçambique no fim da semana passada e depois seguiu em direção a Malauí e Zimbábue, no sul da África. A passagem de Idai pelos três países já contabiliza 215 vítimas. (ANSA)

Anuncio patrocinado

Mobirise

::. Politica : Ministerio Publico investiga contas eleitorais de Flavio Bolsonaro
::. Patrocinado : Brasil: A Bola Comecara a Rolar Fora de Campo
::. Economia Alta : Caixa registra lucro líquido de R$ 3,92 bilhões no primeiro trimestre
::. Politica : Apos racha, Eduardo Bolsonaro assume PSL paulista
::. Justiça São Paulo : PF prende em SP três pessoas por tráfico de 970 quilos de cocaína
::. Política Estratégia : Onyx diz que 3 Poderes farão pacto a favor da retomada do crescimento
::. Política Lisboa : Grupo protesta contra presença de Moro em conferência em Portugal
::. Política Pretensão : Governo gastará R$ 7 mi em carros para família de Bolsonaro e de Mourão
::. Justiça Violência : Casos de furto aumentam no estado de São Paulo em abril
::. Brasil PL : Bolsonaro volta a defender mudanças na CNH e fim dos radares

© Copyright 2019 Folha de Itapetininga - Todos os direitos reservados - Criado DM